As duas caixas

Tenho muitas histórias pra contar. Desde que decidi abrir mão de muitas coisas para viver outras, elas foram aumentando quase que em progressão geométrica. Decidi, então, que algumas dessas histórias precisavam ser guardadas. Elas ficaram confinadas em uma caixa feita de osso e, uma parcela pequena, as pus em uma outra, feita de silício.

Dentro da caixa de osso, elas eram vivas, tinham sabor, cheiro, tato, tudo, mas tinham mania de liberdade. Portanto, a caixa de osso não era segura. A caixa de silício parecia ser uma boa solução, mas também tinha um defeito. A partir do momento em que as histórias fossem colocadas lá, perdiam quase todas as coisas que faziam delas preciosas, tudo o que causava calafrio, tudo o que queimava e refrescava. Algo de metafísico ainda restava, mas num espectro que vai de uma onda violeta de 370 nanômetros a uma, bem maior, vermelha, de 750 nanômetros existe o infinito. Na caixa de silício esse infinito não existe. O infinito vira dois elementos: um 0 e um 1, um preto e um branco.

Fui deixando as histórias perecerem tanto na caixa de osso quanto na de silício. Acontece que a caixa de silício abriu e deixou vazar o seu conteúdo. A de osso… na de osso ainda tem muita coisa lá, misturada a uma infinidade de outras coisas não tão importantes, mas tem.

As histórias do blog virão diretamente da caixa de osso. E se você, como eu nesse momento, tem alguma raiva de algo e precisa descontar em alguém, fica a informação de que a caixa de silício usava Windows.

Um comentário sobre “As duas caixas

  1. Mas essa caixa de silício, hein? Cadê a característica implacável da modernidade? Falhou! Hahahahaha. Pudera eu vasculhar suas histórias nessa caixa de osso e ver coisas que nem você mesmo tinha percebido. :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s