Os monastérios suspensos de Meteora

O que fica na Grécia e não é ruína, protesto, praia, iogurte ou ilha? Muita coisa. Bem, Meteora entra nessa lista. Apesar de um lugar de beleza única, é pouco frequentado por turistas do exterior, em comparação ao restante do país.

Meteora tem esse nome justamente porque está “suspenso no ar”, “no meio do céu”, mesma origem da palavra “meteoro”. Trata-se de uma cadeia de montanhas esquisitas com um dos maiores e mais importantes complexos de monastérios da Igreja Ortodoxa. A comunidade de monges que se estabeleceu ali desde o século IX, com os primeiros monastérios sendo construídos nos séculos XIV, teve a grande ideia de fazer as construções em lugares absolutamente inacessíveis: bem no alto dessas montanhas, como proteção às invasões otomanas (turcas).

Vai lá.

 

Um comentário sobre “Os monastérios suspensos de Meteora

  1. Pingback: Um ano viajando | Km82

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s