Daniela Mercury, a Grande

Era o ano de 330 AC. Foi com sangue nos olhos que Alexandre, O Grande, invadia, destruía, queimava e roubava sem pudor a famosa joia do deserto, que os gregos nomearam como cidade dos persas, Persépolis. O nome original: تخت جمشید Takht-e Jamshid (“o trono de Jamshid”).

Contou-me um comerciante local que a história segue assim. Chegando ao topo da montanha mais próxima, o imperador riu, soberbo. Falava sozinho, especulando sobre seus novos títulos. Passava a mão sobre a barba, pensativo: “xá da Persia… ou xá da Ásia. Alexandre Magno, xá da Ásia. Gosto disso!”. Gargalhou amalucadamente. Silenciou de súbito. Relembrou por instantes, vingativo, a destruição de tantas cidades helênicas. Seu rosto se fechava, exibindo olhos semicerrados e a arcada trincada à medida que seus pensamentos voltavam à acrópole em chamas.

Continuar lendo

A esquizofrenia do kuduro

O kuduro surgiu nas paisagens urbanas e caóticas de Luanda, Angola, no final dos anos 80. Como o funk carioca, uniu o vocabulário, o humor e as histórias cotidianas vividas nas comunidades excluídas do cenário político e econômico a batidas eletrônicas cruas e ensurdecedoras. O corpo duro e desmembrado, retorcendo-se rapidamente sobre as lajes de um velho barraco caiu nas graças de todas as classes sociais e venceu as barreiras de território também.

A contribuição da rapper do Sri Lanka, baseada no Reino Unido, M.I.A., junto ao Buraka Som Sistema, Saborosa, Puto Prata e DJ Znobia, resume bem o sentimento e a força que o ritmo tem sobre os corpos. Angolanos ou não.

Continuar lendo

Talk Show do Rafucko

Saiu! Rafael Mattos, mais conhecido como Rafucko, atingiu o sonho do talk show próprio. Depois de uma bem-sucedida campanha no site de crowdfunding Catarse, o mídia-ativista-humorista-artista-multimídia-videomaker (como você quiser chamar) conseguiu arrecadar mais de R$ 50.000,00 para a realização de 10 programas e a renovação de seu equipamento. Ele contou com o apoio de 1.112 pessoas e já tem sua primeira entrevista publicada com Marcelo Freixo.

Pra você que está cansado dos Jô Soares e Gentillis da vida, vale a pena assistir e acompanhar o trabalho de Rafucko no Facebook, pelo Twitter (18+) ou blog. Continuar lendo